segunda-feira, 20 de julho de 2009

Casa de Zabelê

Algumas vezes ao passar perto da casa de Zabelê podemos ouvir comentários de alguns homens
"- Olha essas putinhas !" ,
" - Dão e depois se fazem de coitadinhas"

Pra quem não sabe , a casa atende meninos e meninas vítimas de abusos sexuais . Os menores são quase sempre de classe baixa e não é estranho o agressor muitas vezes ser o pai. Nessas frases & notícias , chama a atenção é a capacidade dos brasileiros de distorcer o que é tão perceptível aos olhos & mentes humanas , em um minuto já está feito : o agressor passa a ser o inocente da história . Afirmar que uma criança de 10 , 12 anos se prostitui ou insinua - se para homens deve ser algo perfeitamente "normal" na cabeça de muitos da população ! E o comentários desse tipo de gente são irônicos , é quase como se dissessem
" vocês pensam que elas não gostam na hora? "

O mundo sempre anda (ou flutua) de pernas para o ar ... o que passa na cabeça na hora da criança pedir ajuda ? Ter que falar de toda humilhação , dor e medo por qual passou , denunciar o homem que tirou sua roupa , paz , abriu suas pernas , machucou o corpo , a alma e a vida . São pequenas criaturas fragilizadas , foram punidas pelo destino por crimes que não chegaram a cometer e quando estão se recuperando e tentando parar de olhar para as cicatrizes restantes aparece pessoas legitimando todo o mal feito no passado. Os agressores passam a serem crianças sem maldade no coração e na mente , eles apenas deram o que aqueles meninos e meninas de 06 , 10 , (ou seja qual for a idade) pediam ...
Será que estes imbecis pensam que esses homens são verdadeiros anjos celestiais por darem aos pequeninos todos as chaves e segredos do sexo? Será possível acharem realmente isso?

(Ariadne)

6 comentários:

bia_schull disse...

Texto bom....
vai ser uma ótima jornalista....rsrsrs

vinicius disse...

A tv divulga pouco do que realmente interessa resolver. Meu padrasto trabalha no IML, lá tbm se faz os exames de corpo de delito, um dos casos mais frequentes é esse. E está certa quando diz que os agressores são na maioria parentes proximos, geralmente são irmãos mais velhos, tios, avôs, pais.
Nas cidades interioranas é bem pior, além da educação castradora infligida às mulheres, a culpa recai não só sobre as vitimas, mas sobre suas mães, que são tidas como más educadoras, e irresponsáveis.
Vale lembrar tbm que no interios as mulheres são "educadas" desde cedo a serem praticamente escravas, não existe um senso critico sobre a relações familiares, as mães "parem" suas filhas sem noção alguma do seu destino. Não pensem nem por um instante em surrealidade ao assisitirem uma novelinha de época, e se admirarem dos absurdos cometidos, a realidade é pior e acontece nesse mesmo instante.

Vinicius Bomfim.

Daniela disse...

perfeito!
vai ser Jornalista. ;D

priscylamendes disse...

Muitas mães "parem" só pra receber os auxílios do governo,o que é uma vergonha... =///
E fora que as meninas são tachadas pelo resto da vida...
Vai ser uma ótima jornalista... rsrsrsrsrs [3]

quinny disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
quinny disse...

Sempre que existe violência sexual ou de qualquer outro tipo sobre crianças ou mulheres, e quando os agressores são homens, parece que todos tem tendência a perdoar os seus erros.

Mas os agredidos ficam com marcas profundas que moldam a sua personalidade de uma forma castrante e enraivecida.

Muitos não conseguem compreender o porquê de certas atitudes que essa vitimas irão ter ao longo da vida... e irão condená-los por isso.

No entanto os verdadeiros culpados são todos os HOMENS que perdoaram a cobardia...