sexta-feira, 6 de novembro de 2009

A cidade não está morta

Não é a cidade que está morta,são essas construções ,esses prédios estáticos,essas casas sem brilho,essas pessoas de pedra.Essas coisas dificultam a transpiração,camuflam.Se olharmos somente para as formas a cidade nos parecerá morta.Os fantasmas estão em todas as casas juntamente com o pó dos objetos neolíticos e as teias de aranha.Eles perturbam as residências com sua apatia e pensamentos raquíticos.Insistem em querer ser a prova que a polis enfraquece e cai na cova.Ah, são essas músicas sem nexo tocando repetidas vezes nos radinhos ou as tvs mostrando as mesmas imagens,o ciclo da não renovação das várias partes do mundo.É aquela velha ideia de não amadurecimento e impossibilidade de mudanças como se já tivéssemos alcançado o mais alto degrau.Esses espectros e deformidades fazem crer que a polis jaz em um cemitério há muito tempo , mas a minha está viva!Com várias cicatrizes , delirando repetidas vezes e há dias que só consegue se levantar com ajuda de muletas.Mirem seus olhos nas ruas!Ali estão os sobreviventes.Noite após noite eles dançam alucinados e escrevem utopias e poesias nos corpos uns dos outros.São eles que deixam marcas mostrando que a província não sucumbiu ao marasmo.É difícil mas somente isso os deixa vivos, uma espécie de mutualismo,A custo e com dores nos braços jogam tintas nas paredes antigas pintando novas imagens,tentam modificar a imobilidade das centenas pessoas-estátuas,repare!Silêncio:ouça o canto deles neste momento.Lançam-se no caos ,no espaço ... muitos ficaram loucos mas é a sanidade das pessoas a pior das loucuras,é ela a causadora das paralisias da máquina humana.
A cidade renasce a cada novo evento.Ela está viva! Sou que por vezes sento para tomar chá com os fantasmas e esqueço das ruas...
(Ariadne)

4 comentários:

bia_schull disse...

Fodonaaaa...!!!
Tá mara esse texto!!!
umas frases vai pro meu orkut..haha
;*

Gomes, Luiz. disse...

A resposta:

http://opretoeobranco.blogspot.com/2009/11/o-baile-dinesiaco.html

airlon disse...

'a cidade não pára, a cidade só cresce, o de cima sobe e o debaixo desce...'

de um tal filósofo intitulado Chico Science! Bjo, saudações musicais...

APS

dine disse...

e desse filosofo eu ja bebi muito,alias,quando fui passar p blog o texto,fiz ao som de sua voz e da grande naçao zumbi!