sábado, 5 de setembro de 2009

Tem horas que dá vontade de fugir (morar) em uma ilha qualquer e se afastar destes pensamentos tão reacionários (e por que não , irracionais?) .Coincidência ou não , estava a ler na fila do consultório médico sobre ditaduras , anos 60 & censura quando passa na tv uma chamada sobre um programa , o tema era amor & sexo . Um senhor ao meu lado começa a falar "agora passa de tudo na tv , é um absurdo ! " , uma mulher ainda complementa " agora que acabou a censura tudo banalizou , como vamos criar nossos filhos?" . Pra mim , pareceu extremamente triste a conversa deles ,já nos acostumamos a ver homens dormindo em calçadas ,pais matando seus filhos ,encaramos tiroteios como algo normal mas o assunto taxado de absurdo e terrível (e constrangedor) para se tratar é o sexo ...



* Me arrepiou e eu tive medo , imagine uma pessoa em pleno anos 200o glorificando a censura como a melhor forma de disciplina ," educar é esconder " foi praticamente o lema.Não estou defendendo o programa que será exibido ,somente acho rídiculo esse pudor todo quanto ao sexo , parece ser um assunto a não ser tratado , é uma mostra da nossa bela sociedade , um desfile de máscaras , a tal revolução sexual vai precisar de muito mais décadas pra ter um efeito melhor , e são os próprios filhos da tal revolução que procuram deixar na clandestinidade um assunto inerente ao ser humano!
(Ariadne- escrito pensando em uma possível conversa a se ter com o Vinicius a caso ele estivesse comigo na hora)

4 comentários:

dine disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
dine disse...

http://www.triangulomineiro.com/noticia.aspx?catNot=52&id=4276&nomeCatNot=Eventos

http://www.acervoditadura.rs.gov.br/anos.htm

http://www.youtube.com/watch?v=4zMrsESFEF8&feature=related

carmelo disse...

Eu vejo aí duas gerações totalmente diferentes: a dos reacionários (vamos chamá-los assim) e a dos libertários (vamos chamar-nos assim).

A diferença está não apenas na abordagem da sexualidade, mas no tipo de mentalidade de cada uma.

A geração dos reacionários foi tão louca (sexo, drogas e rock) que ela mesma se fechou. Mas aí fez o oposto: se fechou de mais (nas ditaduras), ocasionando a luta desesperada pela liberdade, que nos caracteriza.

Entendo que devamos aprender com os reacionários (e seguir) alguns valores que lhes pareciam corretos, como união familiar, respeito aos idosos, gentileza com as mulheres etc.

Mas devemos acrescentar a tecnologia, a liberdade de pensamento e o que, infelizmente, nenhuma das gerações brasileiras, desde o século XVI se ocupou em fazer: defender os direitos coletivo. Cada um pensa em si e surgem os políticos oportunistas e se transformam em estadistas pelo Bolsa Tudo (Família, gás...)

Esperemos que não nos liberemos tanto a ponto de também nos fecharmos, senão no futuro nós nos assustaremos com as gerações vindouras.

ViniciuZ disse...

lembro de um dia na frei... o cara passou e se benzeu na frente de uma capela.. e a gente conversou... Pois é, pra mim a ideia de desapego e descresça é tão grande que oque tu disse das espiritualidades serve pra tudo. A gente aprendeu a ser reacionario, libertario, UNDER.. não importa, o fato é que se fez da naturalidadae da critica, uma instituição. E descrentes até das proprias palavras, as pessoas se prendem ao que se aprendeu como obsoleto, pq parece mais concreto do que o que se aprendeu ser certo, mas não deixa a cuca em paz... não se é feliz sendo o que se pede pra ser... Me refiro aos jovens, aos adultos jovens; essa galera não suporta o proprio discurso. Mas nem nisso direito eu acredito, gosto sempre na negação, na reflexão das coisas. Essa entropia tá no sangue desde a tropicalia...Rasga, detona, nega, inova! até onde? até onde a cuca aguenta? O gilberto Gil dizia que a Tropicalia era um fenomeno intimo, intenso, destruidor, mas que se vai quando cumpre seu trabalho. Mas o problema é esse.. Onde é que realmente se quer chegar? será que se quer mesmo discutir tanto? Até onde isso é intimo, é vontade propria? Por isso que as pessoas aparentam ser tão falsas, pq elas não inventam sua propria realidade, elas simplismente cumprem...